All posts by Miriam Martinez

NAUTICAMPO

No passado dia 16 de fevereiro, o Crescer pelo Mar foi à Nauticampo – o maior e mais prestigiado evento de atividades outdoor realizado em Portugal. Para além da mostra de produtos, a Nauticampo conta também com um espaço de interatividade, de experimentação e debate de ideias das várias atividades e modalidades presentes.

Neste sentido, o projeto Crescer pelo Mar foi divulgado no evento, no decorrer das Nautitalks. Acreditamos que se tratou de um marco muito importante no percurso do projeto, ao ter levado o tema a um palco nacional, mas com grande visibilidade. Durante a apresentação do projeto, tanto um formador do projeto como dois formandos, tiveram a oportunidade de dar o seu parecer sobre o contributo de iniciativas desta índole.

Para além da palestra dada, os formandos do projeto puderam presenciar e explorar toda a feira, realizando um exercício de análise das bancas de empresas marítimo-turísticas: de que parte do país vinham e quais eram os produtos/experiências que ofereciam. Tal serviu para os formandos ficarem a conhecer melhor o que existe de norte a sul de Portugal, no âmbito das empresas marítimo-turísticas, bem como para estabelecer futuros contactos profissionais.

Mais aventuras chegam nas próximas ondas, até já!


NA CRISTA DA ONDA

Na passada quarta-feira, dia 3 de fevereiro, os formandos do projeto Crescer pelo Mar iniciaram uma nova fase da sua formação, com a modalidade de surf. Acolhidos pela AMAR Surfing Academia, estes jovens vão percorrer um caminho de várias sessões, envolvendo o surf, o bodyboard e o stand up paddle – as modalidades de “deslize”.

Nesta primeira sessão os formandos ficaram a conhecer mais sobre a história do surf, tanto a nível nacional como internacional, na formação teórica que tiveram, com o instrutor Rafael Isidro, como também o básico da modalidade – plano de sessão, receção ao cliente, materiais e equipamentos, aquecimento e a prática em si.

Todos foram para o mar com a sua prancha de surf e o seu fato neoprene, com boa disposição e vontade de aprender. Após cerca de duas horas no mar, os jovens regressaram cansados mas motivados para as próximas sessões, e com vontade de dominarem melhor a prancha e os elementos.

O desafio é ficarem em pé e surfarem a onda com técnica e estilo!