Fim de semana em Mértola

No passado fim-de-semana de 27 a 28 de novembro de 2021, decorreu a primeira formação com pernoita, para os alunos do projeto Crescer pelo Mar. A turma do 3º ano do curso de Técnico de Segurança e Salvamento em Meio Aquático, da Escola Secundária Pinheiro e Rosa teve a oportunidade de receber formação na área dos desportos náuticos aplicados ao mercado turístico. 

O dia de sábado iniciou-se com uma formação de kayak e stand up paddle, onde foram revistos conteúdos mais técnicos, relacionados com a modalidade e com a realização da atividade propriamente dita, como de pormenores que um técnico marítimo-turístico deve ter em atenção: como receber os clientes, como abordar os temas, qual a sua postura e como agir em caso de acidente/emergência. No período da tarde realizou-se um passeio cultural até ao castelo de Mértola. 

No domingo a turma participou num passeio de barco com contextualização ambiental e cultural, de forma a que os jovens percebessem que o conhecimento local é um dos ingredientes chave para se ser um técnico mais completo. Para além do passeio de barco, foram realizadas atividades de team building, para pôr à prova a perícia, o conhecimento e a capacidade de trabalho em equipa do grupo. 

Um fim-de-semana em grande, com muitas aprendizagens para os nossos jovens. Seguimos para o próximo dia de atividades de vento em popa!  


Grau de diferenciação e Inovação

Guiado por uma teoria da aprendizagem pela experiência (Experiencial Learning), o presente programa é pioneiro ao propor a integração da experiência subjetiva no processo de aprendizagem formal, reconhecendo que os fatores ambientais e emocionais específicos destes grupos de jovens, com características singulares, podem interferir no processo de aprendizagem. Assim, o envolvimento dos jovens é feito através de um cuidado balanço entre aprendizagens formais e tempos úteis de empenhamento motor, dado que apenas desta forma é possível consolidar a autonomia pedagógica, num equilíbrio constante entre zonas de conforto individuais e de aprendizagem efetiva.

As competências necessárias para vingar num mercado de trabalho cada vez mais competitivo e volátil não se esgotam, contudo, ao nível técnico, sendo cada vez mais urgente o treino de competências sociais e outras “soft skills” supreendentemente debilitadas com a entrada na era digital. Estas fragilidades educativas dos jovens na sociedade atual, estão naturalmente acentuadas em grupos de risco, cujas dinâmicas sociais desfavorecidas funcionam como elementos catalizadores das ameaças. Ao instigar os jovens a desenvolver competências pessoais que, apesar de não técnicas, também podem ser determinantes para a sua integração no mercado de trabalho, estamos a oferecer todos os elementos para que possam ter um percurso pessoal mais completo, onde se sintam motivados e capazes para exercer a sua cidadania de forma ativa e consciente do ponto de vista social e ambiental. 

JUSTIFICAÇÃO INTERESSE COLECTIVO DA OPERAÇÃO

O projeto Crescer pelo Mar constitui um elemento de valorização do mar enquanto recurso do território e, ao constituir-se como laboratório de treino e rampa de lançamento de uma nova metodologia formativa, contribui de forma decisiva para o futuro da educação e da formação de jovens na região, sobretudo de jovens provenientes de populações particulares. Com o grande objetivo de Afirmar o Mar como Elemento de Excelência para Programas de Aprendizagem e Desenvolvimento Pessoal, através da oferta de formação e treino náutico a jovens, este projeto enquadra-se nos objetivos e resultados indicados no Aviso nº 2 / 2019 / Gal Sotavento Algarve. Adereçando diretamente o objetivo estratégico “Promover a empregabilidade da população do território de intervenção”, enquadrado na tipologia de operações ‘Qualificação escolar e profissional relacionada com o meio aquático’’ prevista no ponto 3 do mesmo Aviso. O projeto aborda ainda o domínio da ‘Promoção de Planos de Mar’ ao contribuir para o objetivo estratégico da EDL “Sustentabilidade e valorização do património natural e cultural da ria Formosa e do Guadiana algarvio”. 


Formação náutica é feita no mar.

O projeto Crescer pelo Mar tem 796 horas de formação e cerca de 80% da carga horária é feita em ambiente prático. Sabemos da importância que o método experimental tem na capacitação de jovens e em particular na importância que a formação prática na área do mar.

Das 446 horas da Ação de Formação TÉCNICO MARÍTIMO TURÍSTICO, apenas 51 horas são de componente teórica, sendo que as restantes 395 horas são feitas no mar.


Módulo de Powerboat decorre a bom ritmo

O módulo de Powerboat já decorre na praia de Faro. As sessões práticas tanto esperadas estão a decorrer durante o mês de Maio e o formador responsável Fábio Buchinho estava bastante entusiasmado após a primeira sessão prática.

“A praia de Faro tem condições naturais extraordinárias para o ensino da náutica de recreio. Optámos por iniciar com as questões de segurança, homem ao mar e regras para evitar abalroamentos no mar porque os valores que queremos transmitir a estes jovens são assentes numa utilização responsável e respeitadora do meio em que estamos enquadrados.”